Entrar
Putz, não tem uma conta?
Vamos criar essa conta então
Continuar Comprando
Sacola vazia :(

Kit Speckulaas + Fruta a Vapor

 

Mais Visões
Por: R$118,00
2x de R$59,00 sem juros
ok + -

Descrição

Kit Speckulaas + Fruta a Vapor

  • SPECKULAAS - 750ml
  • FRUTA A VAPOR - 750ml

SPECKULAAS

A bolacha natalina belga “Speculoos", também conhecida na Alemanha como Spekulatius, Spéculos na França e Speculaas na Holanda, é tradicionalmente servida para as crianças na data de 6 de dezembro, dia de São Nicolau. A cerveja Speckulaas®, nomeada a partir do termo em latin spekulatius ("especiarias"), foi elaborada para promover uma viagem sensorial na representação líquida desta magnífica bolacha.

A base da receita é uma Belgian Dubel com açúcar mascavo, trigo e as especiarias presentes no Speculoos. Speckulaas®, com 7% de grau alcoólico, traz excelente sabor maltado, baixo amargor, com notas de damasco, canela, uvas passa e forte biscoito ou bolacha, numa releitura da bolacha “Speculoos". Em seu aroma persiste o biscoito levemente tostado, notas sutis de caramelo, ameixas e frutas desidratadas, além de forte presença de especiarias como noz moscada, canela e cardamomo.

FRUTA A VAPOR

Bodebrown FRUTA A VAPOR é uma cerveja inspirada na gastronomia belga, mais precisamente em uma geleia, conhecida como Sirop de Liège.

E o que é o"Sirop de Liège”? Sirop quer dizer xarope em francês, assim como Luikse stroop é xarope em holandês! Trata-se de uma geleia, ou uma pasta gelatinosa, feita de sucos de frutas evaporados, concentrados por arraste de vapor. Por esta razão surgiu o nome escolhido pelo nosso guru descabelado: “ Fruta a Vapor". As frutas desta redução são maçã, pera e tâmaras.

Bem, o Sirop de Liège, como o próprio nome sugere, vem da cidade de Liège, na região da Wallonia, Bélgica. É também um produto versátil e muito consumido na gastronomia. O nosso guru, louco, alquimista mestre e descabelado, além de CEO, Samuel Cavalcanti, conheceu o Sirop em 2008. Ganhou um pote de presente do amigo belga Jacques Bourdouxhe. Iniciou assim uma viagem sensorial pelo mundo da gastronomia belga. Sempre que possível, passava no pão e curtia com uma boa cerveja. E não ficou por aí! Tempos depois pensou em fazer o Sirop de Liège em casa. Falou com Jacques, pegou a receita e começou a produzir, mergulhando neste trajeto gastronômico. Em seguida, como não poderia deixar de ser, introduziu a receita na fabricação de cerveja. Nasceu assim a Fruta a Vapor.